Sesimbra Boutique Hotel

28 Janeiro 2020 / By Grupo Zerca

Sesimbra Boutique Hotel

Local: Avenida da Liberdade, Rua da República -Sesimbra
Dono de Obra: SJLS-Investimentos Imobiliários e Hoteleiros, S.A.

O projeto tem como finalidade a criação de uma unidade hoteleira de 4 estrelas com 28 Unidades de Alojamento (UA), com a seguinte disposição:
– Piso -1 (Piso enterrado): Zonas de serviço, zonas técnicas / loja – armazém, instalações sanitárias;
– Piso 0: Piso térreo – Receção, backoffice, sala de bagagens / loja – área comércio e serviços;
– Pisos 1 (Piso elevado): Unidades de alojamento;
– Pisos 2 (Piso elevado): Unidades de alojamento;
– Pisos 3 (Piso elevado): Unidades de alojamento;
– Pisos 4 (Piso elevado): Unidades de alojamento;
– Piso Recuado (Piso elevado): Sala de pequenos-almoços, cozinha, instalações sanitárias.

De momento o edifício em questão é constituído por 3 pisos mais cobertura. O avançado grau de degradação no interior do edifício, leva à necessária demolição integral do miolo desta obra, sendo apenas preservadas as paredes de fachada confrontantes com a Rua Leão D’Oliveira e com a Rua da República.
Para o sistema estrutural de contenção será utilizado um sistema de contraventamento constituído por treliças metálicas verticais e horizontais, responsáveis por garantir a estabilidade das paredes existentes de fachada face às ações horizontais (vento e consequentemente efeitos de 2ª ordem).
A contenção da fachada é realizada pelo exterior do edifício, de modo a facilitar a realização dos trabalhos no interior desta obra.
Está prevista a execução de uma cave nova, cujos limites de implantação correspondem aos limites do lote. Dado a proximidade de um edifício e arruamentos adjacentes ao limite do lote será previsto uma contenção do tipo Berlim. Essa contenção será devidamente escorada.
Deste modo a escavação necessária para a execução das caves é executada de forma faseada, reduzindo ao mínimo o risco de assentamento do edifício e dos arruamentos vizinhos, bem como também garantindo a estabilidade da escavação.
A estrutura projetada é maioritariamente em betão armado. Os pavimentos serão materializados por lajes fungiformes maciças de 0.25m de espessura apoiadas interiormente numa caixa de elevador em betão armado e na caixa de escadas em betão armado. Na empena confinante com o edifício vizinho a laje apoia-se num pórtico de betão armado e em pilares metálicos nos restantes alçados, sendo ligada ao longo do seu bordo às paredes existentes de alvenaria de pedra. O recurso a pilares metálicos tem como objetivo permitir a adoção de secções mais esbeltas, facilitando a integração dos mesmos no programa de arquitetura.
As paredes de pedra existentes a manter são reforçadas interiormente com uma gunitagem de 4.5cm de microbetão armado com uma malha electrosoldada em aço galvanizado.
A cobertura do piso recuado será materializada por uma estrutura metálica ligeira, apoiada na laje maciça do piso recuado.
Junto à empena confinante com o edifício adjacente está previsto um saguão com pavimento em gradil metálico ao nível dos diversos pisos. Esses gradis permitirão o acesso à manutenção das unidades exteriores dos equipamentos de AVAC.
A comunicação entre os diversos pisos é assegurada através de um elevador e de escadas em betão armado.
Esta empreitada iniciou-se em novembro de 2019, tendo como previsão de conclusão julho de 2020.

About The Author

Grupo Zerca